PolíciaCaveirão

Caveirão em operação da PM prende três suspeitos na RO

5
Tamanho da fonte: A- A+ Por: Suzana Moura 22/03/2013

Incursões nas comunidades da Ciclovia, Barreira e do Girassol resulta na prisão de envolvidos com o tráfico. Grande quantidade de drogas e armas foram apreendidas

Policiais do 12º BPM (Niterói) realizaram durante todo dia desta sexta-feira operações em favelas da Região Oceânica de Niterói. Nas ações foi utilizado um veículo blindado conhecido como caveirão. Três homens - Leonardo da Silva Ferreira, de 20 anos, Antônio Manoel Fidélis Matos, de 22, e Ener Cardoso Pereira, de 25 -, acabaram presos. Segundo a polícia eles são suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas na Região Oceânica.

Os agentes contaram que chegaram até os suspeitos através de uma denúncia anônima.
 
“Antônio Matos e Ener Pereira estavam escondidos em uma casa na favela da Ciclovia, em Piratininga. Já Leonardo Ferreira foi encontrado nas proximidades da Favela do Girassol, perto da Lagoa de Piratininga”, contou um policial que participou da operação.

Com os acusados, os policiais informaram que apreenderam 475 cápsulas de cocaína, 56 sacolés de cocaína, 14 tabletes de maconha, 74 pedras de crack, um revólver calibre 38, munição para a arma, um carregador de pistola 765, parte de uma espingarda (coronha), e três aparelhos de celulares, além de R$ 223 em dinheiro que seria proveniente da venda de entorpecente.

O material e os detidos foram levados para a 77ª DP (Icaraí), onde o caso foi registrado. As armas, munições e drogas foram encaminhadas para a perícia.

Números – Os registros de prisões em Niterói apresentam um aumento de 26,7% em janeiro deste ano, segundo últimos dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) do Estado do Rio. O número de ocorrências passou de 71 para 90 na comparação com o mesmo período de 2012. Já o número de armas apreendidas caiu de 58 para 29 registros, uma queda de 50%. Por fim, os casos de apreensão de drogas demonstram uma redução de 60,8%, baixando de 46 para 18 situações do tipo no paralelo da amostra.

Na Região Oceânica em específico, os registros de prisões cresceram 250% em janeiro de 2013. O número de casos subiu de duas para sete ocorrências no mesmo período do ano passado. Já o número de armas apreendidas subiu de 4 para 5 registros, uma alta de 25%. As apreensões de drogas, na localidade, apontam uma baixa de 50%, caindo de 6 para 3 ações do tipo no comparativo.

 


O FLUMINENSE


AVALIE:

 

Enviar para amigo Imprimir

Comente a Notícia

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Grupo O Fluminense. Mensagens que contenham ofensas, acusações e palavrões ou xingamentos não serão publicadas.

Comentários

Esta matéria possui 21 comentário(s)
  1. Bellerophon - 22/03/2013 - 18:13

    Quem diria um dia saber que Piratininga, tornou um bairro cercado de favelas. Triste...

  2. Sousa - 22/03/2013 - 17:17

    Michelle, a localização está bem especificada. Se vc não conhece as favelas, que maioria conhece, procure no google ou pergunte a quem conhece. SIMPLES!

  3. jorge paulo - 22/03/2013 - 18:25

    sou morador de piratininga a 29 anos e conheço todas as favelas da região pois faço trabalho social , me desculpem mais favela do girassol não existe seja mais especifico por favor

  4. Silvana - 22/03/2013 - 21:41

    Isso mesmo Michelle.Cada dia vejo um nome diferente.

  5. João Vitor - 22/03/2013 - 21:42

    Sou morador da rgião a 20 anos e tbm nao conheço essas favelas. Concordo com o comentário da Michelle

  6. Andre - 22/03/2013 - 20:47

    Subi a 2 meses atras o morro do inferninho a noite para ir buscar uma amiga.. 2ª e ultima vez que subo... NUNCA VI TANTO VAGABUNDO NA RUA como vi ali... logo que subi observei um sofá no meio de uma das entradas ai já imaginei, mas fui seguindo até onde ela mora, quando eu esperava ela sair de casa, observei comentários na rua e logo após vi desenas de MELIANTES armados com pistolas...

    Como que a policia não vê isso? Ao lado de um grande shopping da região oceânica!

  7. antonio fellipe bento - 22/03/2013 - 22:30

    esse tipo de ação tem que haver todos os dias nas favelas e morros aqui da RO. que estão infestados de vagabundos,, tb tem que ter blitzes nas vias diariamente, só assim poderemos amenizar a violençia que se instalou na região.

  8. CABO JULIO 12º BPM ou JULINHO DO LARGO DO MARRÃO - 22/03/2013 - 20:52

    O que importa é que 12º BPM foia e prendeu tres marginais, armas e drogas, mais uma vez a PM mostrando seu trabalho e levando segurança e tranquilidade para a região Oceanica. Parabens aos PPMM que participaram desta ocorrencia. Atenção RO, Disque Denuncia Neles, 2253-1177 ou P2 do 12º BPM 2717-6865. RO e a PM juntos na luta contra o mal.

  9. antonio fellipe bento - 22/03/2013 - 22:33

    A praia de piratininga tb necessita de patrulhamento, diariamente pois muitosa delitos, e vagabundos de motos, rondam diariamente por aqui,

  10. Michelle Rodrigues - 22/03/2013 - 16:17

    O Flu, quando derem notícias deste tipo, favor especificar a localização dessas favelas para que nós moradores da R.O. possamos identificá-las, já que a maioria de nós não as conhecemos por estes nomes. Obrigada.

  11. Mauro - 23/03/2013 - 10:37

    Pois então Jorge Paulo , ou você está falando o que não sabe ou certamente é um desses vagabundos que dão dinheiro a policia , nos dois casos...

  12. power guido - 23/03/2013 - 09:27

    se não der o arrego, os PPMM's fazem o seu trabalho, famoso me engana que eu gosto, todo mundo sabe onde e quando, menos a poliçada.
    niterói, quem te viu quem te vê, até caveirão temos por aki.

    obrigado jorginho por essa herança maldita !

  13. Carlos Faria - 23/03/2013 - 09:28

    A cada notícia sobre operações policiais na Região Oceânica surge o nome de uma nova favela que continuam a proliferar impunemente e incentivadas com a perspectiva de virem a ser reconhecidas como bairros e devidamente urbanizadas.

  14. Mary - 22/03/2013 - 23:55

    Também não conheço com esse nome de Girassol.

  15. jorge paulo - 23/03/2013 - 10:42

    todos sabem que o policial papel leva dinheiro do binho dono do caniçal eu ja presenciei essa negociação, o que vc me diz disso Cabo Julio ?

  16. jorge paulo - 23/03/2013 - 00:40

    cabo julio , em quanto seus amigos como o policial Papel continuara levar arrego dos vagabundos isso numcs irá acabar

  17. Zé Pereira - 23/03/2013 - 00:59

    Por favor que esta operação se estenda até a favela do Caniçal, acabo de ouvir vários tiros de arma pesada..

  18. Karla Tiesto - 23/03/2013 - 00:24

    Infelizmente a sociedade hipocrita fecha os olhos para não ver a pura realidade do nosso pais,Ainda tem um que comenta que foi buscar amiga no morro do inferninho ate parece ! hipocrisia demais pra um ser humano.

  19. Snipper - 23/03/2013 - 07:16

    Absurdo mesmo, é o morro do caniçal, localizado no cafubá, atras de grandes concessionarias de veiculos, e muito proximo da companhia da Pm (DPO), e logo atras das agencias na via principal exixtem ate barricadas colocadas a noite que impedem a passagens de veiculos,e bandidos armados nas vielas, beirando a rua, sera que o comandante desta companhia não sabe disso???

    Ate quando serão omissos???

    Meus amigos, Tem que denunciar, senão pior do que está ainda vai ficar!!!

  20. PREDREIRO ANALFABETO - 24/03/2013 - 19:25

    A REALIDADE SE FAZ EM NUMEROS , O CRESCIMENTO DESORDENADO DESSA REGIAO , E A FALTA DE ESTRUTURA E SANEAMENTO ABRE ESPACO PARA O PROCESSO DE FAVELIZACAO , E PROPORCIONALMENTE AS POPULACOES CARENTES SAO ARRASTADAS PARA ESSAS REGIOES SEM O DIREITO DE MORADIA DIGNA ,E DESENVOLVIMENTO . ISSO E O ESTADO !!

  21. Anonimo - 27/03/2013 - 09:58

    Não deveria ter mais trafico na região oceanica gente . Uma delegacia entre 3 favelas , carros da pm rondando direto . Mas é aquilo , muitos da pm querem o famoso "arrego" por isso que continuamos na insegurança :/
    Todos sabem que tem baile funk, trafico 24hrs e ninguém faz nada .

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.

Publicidade:



Redes Sociais






Fale com
a Redação

(21) 2125-3065