PolíciaPolícia

Polícia Civil do RJ investiga execução de seis jovens na Baixada Fluminense

5
Tamanho da fonte: A- A+ Por: Cláudio Emanuel 10/09/2012

Vítimas teriam ido a uma cachoeira no Parque Jericinó, Mesquita, e estavam desaparecidas desde o último sábado. Com marcas de tiros e tortura, corpos foram deixados na Dutra

Por determinação da delegada Martha Rocha, titular da Polícia Civil do Rio, as mortes de seis jovens no último fim final de semana na Baixada Fluminense com requintes de crueldade serão acompanhadas de perto pela pasta. Traficantes da comunidade da Chatuba, em Mesquita, a principio, são os principais suspeitos das execuções.

 Os rapazes, cinco deles menores de idade, e um, de 19 anos, desapareceram na tarde do último sábado, depois de combinarem um passeio até uma cachoeira no Parque Jericinó. De acordo com conhecidos das vítimas, nenhuma delas tinha envolvimento com o tráfico de drogas e teriam ouvido das mesmas a intenção do passeio até o parque.

Os corpos foram encontrados na manhã de segunda-feira perto de uma obra de ampliação na Rodovia Presidente Dutra, em Jacutinga, também na Baixada. As vítimas foram identificadas pela Civil como Glauber Siqueira Eugênio, Douglas Ribeiro da Silva, anos, ambos com 17 anos; Vitor Hugo da Costa, Patrick Machado de Carvalho e Josias Searles, de 16 anos e Cristian de França Vieira, de 19 anos.

Dois presos suspeitos à tarde- As vítimas foram achadas por operários da obra e apresentavam sinais de tortura, marcas de tiros e estavam nuas. Os corpos estavam envoltos sob um imenso lençol que cobria uma parte do terreno e chamaram policiais do 20° BPM (Mesquita).

Policiais da 57ª DP (Nilópolis) foram acionados pelos PMs e Sandra Ornelas, delegada titular e solicitou perícia para o local. Dois suspeitos foram presos durante a tarde, porém, a participação deles no crime não foi confirmada pela Civil

 


O FLUMINENSE


AVALIE:

 

Enviar para amigo Imprimir

Comente a Notícia

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Grupo O Fluminense. Mensagens que contenham ofensas, acusações e palavrões ou xingamentos não serão publicadas.

Comentários

Esta matéria possui 0 comentário(s)

Nenhum comentário.

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.

Publicidade:



Redes Sociais






Fale com
a Redação

(21) 2125-3065