Curiosidades

Americano usa imitações para caçar e acaba sendo atacado por coiote

1
Tamanho da fonte: A- A+ Por: Gustavo Lethier 07/05/2012

O caçador Bill Robinson imitava perus para atrair a espécie e quase sofreu graves consequências. Felizmente o homem teve apenas ferimentos no braço após o incidente

Um caçador americano que imitava os animais perseguidos quase se deu mal. Na semana passada, Bill Robinson, de 39 anos, caçava perus no estado de Maine, nos Estados Unidos, e seu método, que tinha tudo para dar certo, acabou gerando uma confusão. Por pouco, não resultou em um acidente grave.

Robinson imitava o som de um peru, para tentar atrair a espécie. O problema é que a boa imitação confundiu um coiote, que atacou o caçador. O homem levou uma mordida no braço, e teve alguns ferimentos.

Para a sorte de Robinson, como ele mesmo conta, o homem estava vestindo quatro peças de roupa, por causa do frio, incluindo um grosso casaco. Mesmo assim, depois que levantou as mangas das blusas, o caçador viu seu braço sangrando e com as marcas da mordida. Robinson relatou ainda que não viu o coiote antes do ataque. Segundo ele próprio, as árvores impediam a visão.

O coiote desistiu do ataque, certamente um pouco desapontado, quando viu se tratar de um humano. A imitação do caçador foi boa, mas não foi bem sucedida.

*Com informações são do NBCNewYork.com

 


O FLUMINENSE


AVALIE:

 

Enviar para amigo Imprimir

Comente a Notícia

Os comentários são de total responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Grupo O Fluminense. Mensagens que contenham ofensas, acusações e palavrões ou xingamentos não serão publicadas.

Comentários

Esta matéria possui 3 comentário(s)
  1. sos animais protetores sem fronteiras Niterói - 08/05/2012 - 02:14

    Pena que o coiote não almoçou ele!!! Ele é CAÇADOR....nunca imaginou ser caçado, espero que ele deixe os animais em paz; no habitat natural deles!!!!

  2. levipmattos - 08/05/2012 - 10:36

    Quanta negligência deste que se diz caçador sabe-se ele que o instinto animal falou mais alto,viva a natureza.

  3. CLAUDIA LOPES - 15/05/2012 - 12:46

    É....Um dia é da caça e outro do caçador...

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.